27.4.15

Sites Descomplicados

Faço um site descomplicado que não depende de programador ou designer pra ser atualizado depois, dando mais autonomia pro cliente.

Montamos o seu site com rapidez e agilidade.
Você fornece o conteúdo e nós organizamos da melhor forma, com a melhor estratégia.
Utilizamos as mais modernas linguagens de programação.
Tudo fica fácil para a próxima atualização que você mesmo pode fazer.

Vamos descomplicar? Faça um orçamento!


Alguns exemplos:

Juli Buli Estúdio
www.julibuli.com

www.julibuli.com

www.julibuli.com

www.julibuli.com

 Espaço 670

www.e670.com.br

www.e670.com.br

www.e670.com.br

www.e670.com.br




15.1.15

Espaço co-working para mães (q levam os filhos)

conteúdo também disponível em http://www.futenautas.com.br/releases/casadeviver/
 
 
Mães empreendedoras criam solução para voltar ao mercado de trabalho São Paulo, 13 de janeiro de 2014 – Já é possível ser mãe e trabalhar fora sem qualquer conflito de interesses entre as duas nobres funções. Localizada no bairro da Vila Mariana (zona Sul da capital paulista) a 350 m da estação de metrô, a Casa de Viver (www.casadeviver.com.br) será inaugurada com um coquetel de boas-vindas no próximo dia 6 de fevereiro, a partir das 16h (horário de Brasília), e abre as portas para receber os primeiros clientes três dias mais tarde, às 8h do dia 9. A proposta da startup é acabar com a fragmentação da relação familiar quando a mãe precisa ou se propõe a voltar ao mercado de trabalho.

O funcionamento do local é semelhante ao de qualquer espaço de coworking: o cliente contrata planos com horas de utilização de postos de trabalho. Como diferencial e sem custo adicional, poderá levar consigo os filhos – o que permitirá a uma mãe ou um pai participar de perto de todos os momentos do dia, desde a papinha até a hora da soneca. A privacidade é garantida por dois ambientes distintos dentro da mesma casa e também pelo veto da presença das crianças no ambiente corporativo.

Na Casa, um sobrado de 170 m² com recepção e dois andares, os clientes terão espaço profissional de trabalho agregado a uma área de recreação para crianças. O ambiente abrigará um salão principal destinado ao coworking e outras três salas para reuniões, atendimentos e demais atividades oferecidas no local –também há espaços de locação para cursos, aulas e workshops para adultos e crianças. Outras duas salas com brinquedos e recreação serão destinadas às atividades diárias dos pequenos, sob a supervisão de cuidadoras.

“A Casa de Viver visa a construção e o fortalecimento de relações. Podemos criar, empreender e encontrar apoio em uma estrutura em que todos podem experimentar o que é importante sem se desconectar da família, sem fragmentar sua essência, em contato com a comunidade que está criando uma nova forma de organizar a vida, a economia e as relações”, afirma Carina Lucindo Borrego, 35, idealizadora do espaço.

A Casa surgiu da insatisfação de Carina com a relação mães versus filhos versus mercado de trabalho. Empregada de um escritório de advocacia e descontente por ter de deixar todos os dias a filha Brigitte (então com 6 anos) por quase 12h na escola, a tradutora decidiu em 2013 estudar a viabilidade de um espaço de trabalho que permitisse a proximidade das crianças. Carina mergulhou em ideias e pesquisas ao longo dos últimos 18 meses, iniciou o planejamento do projeto e lançou a semente em rodas de conversas com outras mães e grupos de networking. Neste período também se tornou mãe de Clara, hoje com 4 meses.

Em discussões sobre o tema ao longo de 2014, a mentora da Casa conheceu a psicóloga Fernanda Santiago Torres, 36, que acabara de dar à luz o pequeno Theo. Em 2010, Fernanda deixou o emprego dos últimos 12 anos em uma agência de eventos e montou sua própria agência, com o objetivo de participar mais de perto da criação da primogênita Lívia (atualmente com 4 anos). A experiência administrativa de Fernanda clareou as ideias de negócio e a soma das competências profissionais das duas mães transformou o projeto em empreendedorismo.

Com poucos recursos próprios para investimento e sem investidores externos, as empreendedoras voltaram o foco para tirar do papel a Casa de Viver e dar vida à ideia. Com o avanço das etapas do planejamento surgiu a necessidade de dividir trabalho e expectativas com uma terceira integrante. Na primeira visita ao local que hoje abriga a Casa, Carina e Fernanda conheceram Thaty Garcia Annechini, 40, mãe de Luísa (6) e Danilo (3 anos). A engenheira soube do projeto através de grupos de discussão na internet e se encantou com a proposta, que convergia plenamente com suas expectativas pessoais.

Os pacotes promocionais oferecidos pela Casa de Viver contemplam horas mensais de coworking. “A casa se destina a acolher o trabalho compartilhado, mas também está aberta a oportunidades de aprendizado e autodesenvolvimento pessoal e profissional, rodas de conversa, networking, diversão e crescimento”, completa Carina.

Empresas interessadas no projeto também poderão contratar e oferecer postos fixos na Casa de Viver para suas profissionais em retorno de licença-maternidade, que vivem o dilema de manter o emprego sem deixar de lado os cuidados nos primeiros meses de vida do bebê. Esse é o momento em que o acolhimento materno é de fundamental importância no desenvolvimento do bebê.

CROWDFUNDING – Com o objetivo de arrecadar recursos para mobiliar e equipar a Casa de Viver, o site Kickante disponibilizou em dezembro de 2014 uma campanha de crowdfunding através do endereço www.kickante.com.br/casadeviver. São 11 diferentes valores de doação e recompensas, que contemplam desde o nome do doador em um mural na Casa (por R$ 20) até um pacote empresarial de 8 meses de coworking em período integral para uma pessoa (doação de R$ 7.600). A campanha se encerra em 16 de março.



SERVIÇO
CASA DE VIVERhttp://www.casadeviver.com.br/
Rua Afonso Celso, 140 – Vila Mariana, São Paulo/SP. CEP: 04119-000.
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: seg. a sex. das 8h às 18h, a partir de 9/2/2015.
PREÇOS: 5 horas de coworking: R$ 50,00; mensal em período integral: R$ 950 (8h/dia). Consulte demais planos. Preços especiais para adesões até 6/2/2015.


REDES SOCIAIS
FACEBOOK: http://facebook.com/CasaDeViver/
TWITTER: http://www.twitter.com/CasaDeViver/
INSTAGRAM: http://instagram.com/CasaDeViver/
GOOGLE+: https://plus.google.com/+CasaDeViverBr
NO YOUTUBE: https://www.youtube.com/watch?v=2qimSVYnagI
NO GOOGLE MAPS: @-23.592618,-46.6353063
 

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Carina Lucindo Borrego – carina@casadeviver.com.br
F.: (11) 99568-5978
Fernanda Santiago Torres – fernanda@casadeviver.com.br
F.: (11) 96557-7788
Thaty Annechini – thaty@casadeviver.com.br
 

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Gabriel Souza Elias  – gabris@uol.com.br – MTB: 31.872/SP
F.: (11) 98282-7770 / (11) 3207-9285
 

8.1.15

Mãe de dois


Mãe de dois. Pequenos.
Atenção, carinho, entrega, mais atenção, energia, energia energia....

Caio nasceu. Veio natural, quase empelicado, com aquele cheiro de vernix como eu gostaria tanto. Veio junto do meu respiro, meu suor, meu cansaço. Minha força se revelou tanta. Quanto poder. Quanto amor. As ondas cessaram com o tato dele no meu colo, entre meus peitos quentes. Ele me olhou calmo, não quis mamar de imediato. Esperamos o cordão parar de pulsar devagar. O pai cortou com dificuldade. Eu sorria cansada, aliviada... e era suturada, pouca coisa.

Quanta re-novidade, mais tranquilidade porém. Menos neura, menos extrema limpeza. Mais tranquilidade dentro de mim. Sem ter ódio de mosquitos, medo do vento ou sol, neura com lenço umedecido ou medo de água nos ouvidos. E quando a gente relaxa, as coisas fluem melhor, mais naturais...

Entretanto não deixa de ter desafios. Grandes desafios. Diários desafios. E a gente pode chegar ao limite fácil... ou dificil, depende do dia.

Eu mãe.

Eu mulher também melhorou. Me empoderei do corpo e alma, tudo por causa do parto natural. Grande resultado. Não esperava. Me sinto mais eu, mais no controle, mais minhas vontades, mais meu prazer, mais minha personalidade, mais eu. Eu mulher mais eu. Sou mais bonita, obrigada. Posso estar descabelada, mas não é qualquer coisa que me abala aqui dentro. Sou tenra, carne firme, bronzeada, cabelos presos para me dar agilidade. A vida é ágil. Danço com a música e ponho a música que quero.

Eu mulher.

4.5.14

Ho'oponopono

Um mantra de auto-cura, e portanto curar o próximo. Curar o meio à sua volta. Emanar energias positivas.


Sinto muito.
Me perdoe.
Eu te amo.
Sou grato.